segunda-feira, 15 de setembro de 2008

A pregação e o relógio


(por John MacArthur, no blog Pulpit Magazine)

Um sermão deve durar quanto tempo?

Tanto tempo quanto for necessário para "cobrir" o texto adequadamente! Eu não acho que a duração do sermãoé tão importante quanto o seu conteúdo. Já preguei 50 minutos, e foram 10 mins além do tempo devido. Outras vezes, preguei 1h25mins (uma hora e vinte e cinco minutos) e foi bastante adequado. O importante é cobrir o ponto principal para que as pessoas fiquem convencidas de sua verdade e compreendam as suas exigências. Se você não tem nada de importante pra dizer, mesmo vinte e cinco minutos parecerão uma eternidade para o seu povo. Se você for interessante, eles ficarão com você. Não confunda persuasão com extensão, entretanto. Se você pregar mais tempo do que deveria, sacrificará a persuasão.

Estou convencido de que a exposição bíblica requer pelo menos quarenta minutos. Menos do que isso não é suficiente para provar o texto profundamente. Se se levar 15 a 20 mins. para "preparar o terreno" [elucidar], 10 a 15 para delinear os princípios, 5 a 10 para referenciá-los em outros lugares das Escrituras, e 5 a 10 mins para uma conclusão, você já tem mais ou menos 50 minutos. Raramente um homem que prega entre 20-30mins faz uma exposição doutrinária.

É por isso que desenvolver a sequência lógica de um sermão é crucial. Se a sua mensagem for claramente esboçada e você guiar as pessoas através do processo de descoberta, você terá [preservará] a sua atenção. O seu sermão deve estar indo a algum lugar. Você não pode simplesmente despejar um número de verdades comuns sem relação umas com as outras. Se o seu sermão é desinteressante por ser "quebrado" ["desjuntado"], o seu povo ficará desinteressado.

Se você quer ser um expositor da Bíblia, esqueça os sermões de 20 a 30 minutos. Você está procurando por 40 ou 50 minutos. Menos do que isso, e você não conseguirá expor as Escrituras. O propósito de um sermão não é passar por cima, mas explicar a Palavra de Deus. A minha meta não é cumprida porque sou breve. Meu alvo é alcançado quando sou claro e exponho a Palavra de Deus.

Leia o post completo (em inglês)

3 comentários:

cursos de teologia disse...

Parabéns pelo excelente e abençoado conteúdo deste blog!

Abraços e continuem na abundante Graça!!!

O PENSADOR disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O PENSADOR disse...

Parabéns pelo Blog Allen...
Particularmente sou daqueles que estão entre os 30 e 40 minutos... Nem menos, nem mais, mas penso que o tempo depende não só da profundidade com a qual abordarei o tema mas também, a quantidade de versículos empregados, a capacidade intelectual dos ouvintes e os recursos linguísticos do pregador a fim de adequar seu conhecimento ao entendimento dos ouvintes. Por isso, dependendo de quem esteja pregando e para quem, ..., creio que possa até dizer que sermãos de 20 a 30 minutos são plausíveis de serem creditados qualidade.
Quando há conteúdo a ser ministrado, os sermões de uma hora são excelentes, mas assim como você, ..., creio eu, ..., já vi sermões serem concluídos em 30 minutos e o pregador gastar mais 30 minutos repetindo as mesmas coisas com se não tivesse acabado de as dizer. É por isso que defendi a questão do conteúdo a ser analisado, o público e a capacidade de sintese do pregador sem que a mensagem torne-se infrutifera, é claro.
No mais, Allen, como sabe, não estou contrariando nada do que disse, apenas complementando a idéia... Um abraço e bons posts!!!