quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Ester e a Providência

Rembrandt se preocupou em retratar o momento em que Ester se prepara pra falar com o Rei Assuero e interceder em favor do povo hebreu. A pintura ao lado, de 1633, indica momentos interessantes da vida da Rainha, e nos faz pensar sobre lições do livro:

1. Deus prepara tudo bem antes
As "estrelas" do livro - Mordecai (ou Mardoqueu) e Ester - não aparecem logo de cara na história.
O autor leva um tempo descrevendo situações prévias, como o conflito entre o Rei Assuero e a rainha Vasti, que fez nascer a ocasião da escolha de Ester como nova rainha.
Bem antes deles entrarem na história, Deus já estava agindo... o mesmo acontece hoje (Sl.139.16).

2. Deus está agindo mesmo quando não percebemos
O texto de Ester não menciona Deus nem uma vez. Não sabemos até que ponto Ester e Mordecai estavam ligados no Senhor, embora vejamos o jejum que realizaram. Ainda assim, mencionando ou deixando de mencionar, lembrando ou não, a história nos mostra que foi a ação Divina a promover a salvação dos hebreus naquele contexto. Eles seriam destruídos pelo decreto movido a partir de Hamã, mas a intercessão de Ester promoveu a mudança.

3. Deus não nos coloca à toa onde estamos
Quando Mordecai solicita a Ester que se apresente diante do rei para interceder em favor dos judeus, ela treme. Ninguém poderia aparecer "na maior" diante do chefão daquelas terras. Ainda assim, Mordecai insiste, e revela a Ester que possivelmente ela estava naquela posição (de rainha) para este momento (Et.4.14).
Deus nos coloca onde estamos com um propósito. Por que, ou para que, você está onde está?

4. Cristo livrou a nossa pele
Assim como Ester intercedendo em favor dos hebreus, Jesus intercede em favor do Seu povo, e por ele deu a própria vida. A salvação conquistada para os judeus naquela situação apontava para uma salvação muito mais ampla - a libertação de todos os que crêem em Cristo.

Leia o livro de Ester e veja a Providência em ação!

6 comentários:

Ricardo Mamedes disse...

Que grande coincidência, ainda há pouco eu estava conversando exatamente sobre essa questão: Deus age sem que O percebamos. A Sua soberania é tamanha e tão completa que não necessita de "anúncios". Aliás, Ele é. Apenas isso, Deus é o "Eu sou".

Em Cristo, o Salvador!

Ricardo

Ivonete Silva disse...

Que lecal! Pregação cristocêntrica em Ester...

Clóvis disse...

Allen,

Gostei, texto simples, objetivo e, principal, bíblico.

Apenas dá uma reduzidinha no tamanho da imagem.

Clóvis
Editor do 5Solas

Allen Porto disse...

Ricardo,
Eu diria, "que grande providência"pra ser fiel ao post, hehe.
Que bom que estamos sintonizados a respeito da ação soberana de Deus!

Net,
O AT está cheio de Cristo, né? Lindo isso...

Clóvis,
Obrigado pela dica - a imagem já foi reduzida. É que Rembrandt me fascina...
:)

Matheus Mendes disse...

Belo quadro. Vou passar a procurar mais por Rembrandt agora.

Allen Porto disse...

Olá Maheus,

Rembrandt era um pintor reformado, e expressava em sua obra a cosmovisão bíblica.

Vale a pena dar uma checada nas pinturas dele - são um ótimo exemplo de arte para a glória de Deus, mesmo que não tenha um tema religioso (uma visão mais ampla da adoração e da vocação).

abraço