quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Minoria

A minoria das minorias é o indivíduo. Ok, concordo. Mas vá tentar ser reformado, batista, e politicamente conservador [não precisa nem ser abertamente de direita, basta ser anti-esquerdista].

9 comentários:

Helder Nozima disse...

Allen,

Quando quiser ser um reformado presbiteriano, aí você será uma minoria um pouco maior, rs.

Ricardo Mamedes disse...

Allen,

A coisa azedou pro meu lado: sou reformado, batista e politicamente conservador!

Ao contrário do que disse o Helder, continue na minoria-minoria, pois batista não se encontra em "outras minorias" (rsrs).

Ricardo

Nilson disse...

E se o cara for presbiteriano calvinista, conservador de direita e professor de História que vive no meio de petralhas e marxistas??

Allen Porto disse...

Helder e Ricardo,

bela disputa, hehe.

Nilson,

Professor de história conservador? Acho que você me ganhou, hehe.

abraço em todos.

Ivonete Silva disse...

Mais um voto para ser presbiteriano.
2X1.

Juan de Paula disse...

Allen,

vocÊ não está só.

Agora vai tentar ser batista, calvinista, politicamente conservador, culturalmente liberal, não cessacionista (diga-se contemporanista quanto aos dons), complementarista na visão de masculinidade e feminilidade bíblica e reformissionário?

:)

Allen Porto disse...

huaua, boa Juan!

Tô contigo no reformissionário e na visão complementarista.

Quanto aos dons, considero-me um "cessacionista moderado".

abraço

Ricardo Mamedes disse...

Epaa! Cessacionista moderado quer dizer o quê? Em cima do muro? (rsrs).

Diante de tantas bizarrices proféticas que anda acontecendo, a questão dos "dons" não é nada fácil.

Fico ainda com a visão do Cheung, não cessacionista, mas cauteloso. Não acredito nos dons como são propagandeados. Penso que Deus pode fazer o que quiser, inclusive milagres - e faz - ainda hoje, mas sem enaltecer o "instrumento".

Grosso modo, o meu posicionamento é como o do Juan.

Ricardo

Allen Porto disse...

Puxa, Ricardo, como se não bastasse o Helder dizer que eu estou em cima do muro, você também!!

Mas veja, a sua posição não é tão diferente da minha. Você é um "continuísta cauteloso" (ou moderado?), enquanto eu sou um "cessacionista moderado" (ou cauteloso?).

Na prática, afirmamos que algumas manifestações podem acontecer, mas não de qualquer maneira...

abraço