quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

BJC: 6 anos

aos 6.
Hoje este blog completa 6 anos. Tempo razoável para quem surgiu sem muitas pretensões. Em minha curiosidade, fui em busca de como eu era nessa idade. Os registros de minha mãe relatam que, aos 6, participei de minha "formatura do abc", tendo sido o orador; identifiquei uma doença que carrego para sempre (traços de anemia falciforme), e tinha algum interesse teológico.

Não sei quantos paralelos são possíveis entre a minha história e a do BJC, e também não pretendo alegorizar demais. Mas gosto de notar que ambos comemoramos 6 anos envolvidos nas letras, ambos tivemos alguma participação cultural, e ambos estamos ligados à teologia. Eu poderia ter esses itens, mas não manifestá-los no blog. Como é bom ver que as coisas caminham junto! Afinal, A Bíblia, o Jornal e a Caneta, podem, assim, ser percebidas como itens de minha existência, e não apenas um elemento fictício para posar na internet.

Meu discurso como orador na formatura do ABC,
escrito por minha mãe, Iris Porto.
Ao longo deste ano os posts foram menos frequentes, porém mais significativos. Dentre os 5 mais lidos ao longo de toda a história do BJC, 2 ou 3 foram produzidos em 2011. As visitas tiveram grande contribuição daqueles que me recomendam, especialmente o ipródigo, o voltemos ao evangelho, o ivonetirinhas, e a norma braga. As redes sociais como o twitter e o facebook também tiveram grande participação em tornar o blog visível.

Isso significa que, se houve crescimento, não é exclusivamente fruto de meu trabalho, ou mesmo da qualidade dos textos aqui postados, mas também da parceria de irmãos que pensam junto algumas questões, e, acima de tudo, da graça de Deus, que ainda traz pessoas aqui para ler desabafos, reflexões, e provocações.

Já mencionei que o nome do blog surgiu quando eu ainda nem compreendia bem o significado dessa relação. Mas uma criança de 6 anos já consegue fazer conexões, e mais do que nunca tenho buscado uma postura autoconsciente no BJC: tratar do link entre a Bíblia e a cultura, e manifestar a realidade da existência de Deus e a veracidade de Sua Palavra para o homem do nosso tempo.

Relatos de minha infância
Aos 6, eu perguntei aos meus pais: "ainda existe sacerdote em Israel?". Muitos anos depois eu viria a aprender sobre o sacerdócio universal de todos os crentes, e o impacto disso para a minha vida.

Desejo que o BJC manifeste esse sacerdócio, e que venham mais aniversários, para que, com eles, o blog creça em maturidade e graça, para a glória de Deus!



2 comentários:

Allana disse...

Parabéns pelos 6 anos do BJC. Que ele continue sendo usado como instrumento nas mãos de Deus para abençoar pessoas!
Te amo, papaizinho! Bjs.

Antonio Batalha disse...

É para mim uma grande alegria, acessar ao seu blog e ver o que escreve, continue a ser uma benção, e a escrever sempre mensagens de amor e esperança e de edificação, Deixo um faterno abraço e um desejo de um Ano Novo cheio de graça amor e paz, e que se possa lembrar sempre que o próximo precisa de si.