terça-feira, 9 de junho de 2009

Deus cuida de Sua Igreja

ontem tive a honra de pregar em minha antiga igreja - a Igreja Batista Monte Carmelo. Não pude gravar o áudio, então publico aqui o esboço da mensagem. O meu senso de organização e estrutura é um tanto peculiar, mas acho que dá pra entender.

DEUS E A SUA IGREJA:

O cuidado Divino na atualidade

Ef.3.14-21

Introdução

Razões para pensarmos sobre Deus e a Igreja

· Confusões contemporâneas sobre o assunto

o A profusão de modelos

o O ministério dos decepcionados

o A fluidez da contemporaneidade

o Perguntas mal ou não respondidas:

§ Quem é a Igreja?

§ O que é a Igreja?

§ Por que e para que existe a Igreja?

§ Como Deus se relaciona com ela?

· A ausência de um pastor pode gerar o esquecimento de pontos básicos da vida em comunidade

Ao texto:

· Paulo escreve

· Aos efésios? Carta circular?

· Éfeso – um contexto tão idólatra e confuso quanto o nosso

· Sobre o mistério da Igreja

· Estrutura Paulina:

o Cap 1: Bênçãos => Oração [ler Ef.1.15-23]

o Caps 2 e 3: Judeus e Gentios formando a Igreja => Oração [3.14-21]

o “Primeiro princípio” = A DOUTRINA LEVA À DEVOÇÃO!

O contexto:

· As declarações de Paulo são encontradas em uma oração

o Isso indica o reconhecimento de que a produção desses frutos não viria pela ação humana, mas pelo próprio Deus.

· Destaco, na oração, 3 pontos que indicam a ação Divina no meio do Seu povo.

o Ser igreja não é o que fazemos por Ele, mas o que Ele fez (e faz) por nós.

DEUS CUIDA DE SUA IGREJA

1. Ele fortalece os seus filhos (v.16)

*Cf. Cl.1.11; Ef.1.18-21

*Homem interior – 2Co.4.16

§ Na fraqueza, na dor, na dúvida – Deus fortalece o Seu povo.

o Não se trata de triunfalismo

o Nem de prosperidade financeira

o Essa força de Deus é a habilidade para suportar as dificuldades, crendo e vendo a Sua mão a agir!

o A força do Pai não vem para fugirmos das lutas.

Aplicações

Adultos - lutas no casamento? Problemas nas finanças? Dificuldades no serviço? – de onde você obtém força para ser paciente e longânimo?

Jovens – faculdade? Namoro? Emprego? – como você encara as lutas pelas quais passa? Existe base para a persistência?

Adolescentes – família? Amigos? – que dilemas você tem enfrentado, e como a força de Deus é percebida no seu viver diário?

IGREJA – de que vocês têm, comunitariamente, sido tentados a desistir? Em que vocês têm sido provocados ao desânimo e impaciência?

Há força em Deus para a Sua Igreja.

2. Ele satisfaz o nosso coração (vv.17-19)

Como?

§ Com uma visão abrangente do Seu amor – Ef.1.18: olhos do coração iluminados

§ Com a experiência viva deste amor – Rm.8

“O amor de Cristo persiste para que meditemos nele dia e noite e para que vivamos completamente imersos nele” (CALVINO, Efésios, p.104)

§ Como pensar a Igreja e a nossa salvação sem nos depararmos com a belíssima realidade do amor de Deus

o Amor nas mãos – nós para com o próximo

o Amor no coração – Deus para conosco

O que acontece com quem vive assim?

v.19 – É cheio da plenitude de Deus.

O amor de Deus gera satisfação verdadeira.

Aplicações

Como está o nosso coração?

Temos alimentado amargura?

Temos refletido sobre o amor de Deus?

Temos vivido e demonstrado esse amor para outros?

3. Ele demonstra a Sua glória a nós (vv.20,21)

§ A manifestação do poder de Deus nos dá a percepção do Senhor Todo-Poderoso

o Ele nos surpreende. Vai além de nossas expectativas – 1Co.2.9

§ O resultado da demonstração de Sua glória é a adoração – Rm.11.33-36

Aplicações

Deus tem sido glorificado em sua vida?

Deus tem sido glorificado nesta Igreja?

Para encerrar:

Existe força em Deus, satisfação nEle, que preenchem a Igreja e a Ele retornam em forma de adoração e exultação. Enquanto estas verdades estiverem distantes da nossa vida comunitária, estamos perdendo a beleza de uma igreja nos termos bíblicos.

Soli Deo Gloria.

3 comentários:

Joyce disse...

Quando li antiga igreja por um momento pensei que fosse a Get.

Esperando ansiosa por domingo =)
Beijo

Allen Porto disse...

Enquanto nós esperamos pelo domingo, aproveite para orar por mim.

:)

bj
SDG

Joyce disse...

Pó deixar!

;)