sábado, 19 de dezembro de 2009

"O caminho" para a redenção

Ontem sentei com o grupo Caminho para um bate-papo sobre a Escritura e alguns pontos relacionados à visão de ministério, do homem, e da evangelização.

O grupo Caminho é uma reunião de malucos que decidiram promover o Evangelho de maneira organizada na faculdade de medicina da Universidade Federal do Maranhão.

Fiquei de enviar algumas referências citadas rapidamente, então aproveito pra postar uma síntese-quase-esboço do bate-papo de ontem.

A discussão girou em torno de Ef.4.17-24, texto no qual Paulo descreve o cara sem Jesus, e a transformação de quem nasceu de novo.

A visão do Homem [vv.17-19]

Um dos destaques foi o seguinte: a maneira como você encara o homem determinará a sua abordagem evangelística. Em outras palavras: o diagnóstico que você possui vai direcionar o tratamento.

Há quem tenha uma visão otimista do homem não-regenerado. Paulo não é desses. A descrição dele é de pessoas cuja capacidade de compreensão das coisas espirituais foi severamente debilitada.

O que mais resta do homem sem Jesus?

Morte espiritual - Ef.2.1,5
Cegueira - 2Co.4.4
Impossibilidade de compreensão - 1Co.2.14
Inimizade contra Deus - Rm.8.7
Escravidã0 - Jo.8.34; 2Tm.2.25,26

Em simples linhas: o homem está perdido! É preciso uma ação sobrenatural para alguém ser salvo!

A transformação do Evangelho [vv.20-24]

O evangelho, por outro lado, é o poder de Deus para a salvação, e gera impacto real na vida das pessoas. Ele produz transformação real, descrita por Paulo em três etapas:

1. Despir-se do velho homem
2. Renovar a maneira de pensar
3. Revestir-se do novo homem

A ordem descrita por Paulo é importante e estratégica. Não basta apenas trocar velhos hábitos por novos (pontos 1 e 3). É preciso passar pelo ponto 2: a renovação da mente. Apenas com um modo novo de pensar, as novas práticas possuem algum sentido.

Paulo fala muito sobre a renovação da maneira de pensar: Rm.12.2; 2Co.10.3-7;Fp.4.8.

A transformação do evangelho não é puramente externa - ela precisa alcançar a maneira de ver o mundo, para produzir impacto sobre cada área da vida humana.

A amplitude da estratégia ministerial
Ministrar a homens caídos e escravizados ao pecado é um "baita de um desafio". Não evangelizamos para convencer ninguém, mas confiamos que o Espírito Santo pode produzir vida pela pregação (Rm.10.17).

Ao mesmo tempo desejamos que o homem seja transformado integralmente, não apenas trocando de hábitos, mas obtendo uma nova perspectiva da realidade.

Um ministério voltado para promover a cosmovisão cristã possui uma abordagem mais abrangente, que torna tudo um elemento de evangelismo/discipulado. Tudo está sujeito a ser pensado e repensado a partir dos princípios bíblicos.

Não é ser fanático/bitolado e ter que achar um versículo para cada coisa, mas é estar ligado na cultura e aproveitar todos os momentos para disseminar uma visão cristã da realidade: a única coerente!

SOLI DEO GLORIA!

* * *

Livro recomendado à galera do Caminho, e a todos os que desejam repensar evangelismo e discipulado na cultura emergente: Reformissão - como levar a mensagem sem comprometer o conteúdo [link para meu comentário do livro]

Um comentário:

Honestino Afonso Xavier disse...

bom dia..

ficou legal o blogger, e interessante a abordagem sobre a evangelisação.

-já ouvi em algumas pregações que milagres não mudará um descrente, e a maioria não passara a crer.

-Bom, tive uma grande prova de que a maioria realmente não muda de vida depois de um milagre recebido.

Um milagre onde poucos iriam acreditar que uma pessoa poderia nascer de novo, este é um.

-Portanto tenho de concordar em partes, que a maioria passa a crer em Deus em Jesus, apenas pela aplicação da palavra em doses diárias, e o Espírito Santo de Deus fará a obra..

-O mais difícil para as pessos não é acreditar em Deus, em Jesus Cristo, é aceitar que tém de mudar de atitudes, mudar de vida, e colocar isso em prática,

-A maioria quer não aceita e nem quer mudar nada em suas atitudes e atos ou procedimentos, e com certeza nos seus julgamentos estão corretos e no caminho certo, mesmo lendo na palavra de Deus e vendo em suas vidas que não estão..

-Lembrando que o julgamento cabe a Deus, romanos cap 14.

-Podemos pregar a palavra, a todos em todos os lugares, e o Espírito Santo de Deus irá fazer a obra..

abraços. .

quando der visite o meu...

deixe recados...