segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Devoção de um intelectual

Condenamos os intelectuais por seu rigor nos estudos - damos aqueles apelidos pouco criativos: cdf, nerd, etc. - e na igreja fazemos o mesmo. Os mais estudiosos e "intelectualizados" na fé, são rotulados como os mais frios e distantes do povo.

Provavelmente ficaremos chocados com a história do João. Amante dos bons livros, não conseguia ficar muito tempo sem estimular a mente com uma leitura teológica "densa". E sempre que sentava para estudar, percebia, no meio das discussões profundas e das palavras difíceis, o seu coração sendo aquecido e quebrantado. Quanto mais fundo ia em suas reflexões, tanto mais percebia conhecer o Senhor, e contemplar particularidades ainda não vistas na Escritura.
E assim cada momento de estudos era um período devocional.

Abria os livros, dicionários e softwares necessários, mas sempre terminava seus estudos de joelhos, em oração.

4 comentários:

Catarina Ferreira disse...

gostei, super interessante a abordagem.
fique na paz.

Allen Porto disse...

Obrigado, Catalina,

Aprendi com C S Lewis e a Profa. Gabrielle Greggersen sobre o "potencial apologético do conto".

Talvez eu aprimore esse negócio.

abraço

Ricardo Mamedes disse...

Allen,

Esse é um mal de todas as denominações? Basta o sujeito buscar mais o conhecimento para ser tachado de "não espiritual"? Aliás, na atualidade, no mais das vezes, o estereótipo imposto e aceito como espiritual é aquele em que o crente se entrega a variados extases. Pratica-se uma espiritualidade para "consumo externo", voltada para a aparência e não para a verdadeira adoração. e importa que o adoremos "em espírito e em verdade".

Em Cristo,

Ricardo

Vini disse...

Acho engraçado você dizer isto então a Igreja caçava quem dizia que a Terra era redonda? Que o Sol era o Centro do Universo ...

O seres humanos vem derrubando mitos a cada dia ... terra redonda ... bruxarias ... monstros marinhos ...
Espero o dia que o mito da "MINHA RELIGIÃO È A CORRETA" caia ....

Fique na paz do que lhe faz bem e não permite você fazer mal aos outros ...