sábado, 29 de março de 2008

Cenas trágicas

(ainda sobre o post anterior...)

Lá estou eu, no meio da multidão que venera Hugo Chavez. Percebi que a imprensa recebeu um bottom com o brasão do estado do Maranhão, e a letra "I" branca em um fundo vermelho (típico). Mas vi que havia um outro bottom, este com o mesmo brasão, com a letra "R", e fundo verde.
Eu sou muito curioso. Até demais. Queria saber o que significava aquilo.
Passeando no meio do povo eu encontrei um senhor que usava tal broche.
- O que significa este broche que o senhor está usando? - perguntei descaradamente.
- Eles entregaram isto para quem participou da recepção do Chavez, e esteve lá com ele.
- O senhor esteve com ele?
- Sim.
Ele respondia calmamente, enquanto tirava o bottom, sem eu ter idéia do porquê. Enquanto isso, eu ficava cada vez mais curioso sobre aquele senhor. Por que ele participou da recepção do Chavez?
Perguntei a ele o que ele fazia, e ele respondeu ser de um alto cargo da CNBB no Maranhão.
Por algum lapso eu pensei que, por ser católico, ele estivesse ligado à tradição católica conservadora, então fui mais além:
- E como o senhor avalia a presença do Chavez aqui conosco?
- Ah... É um show!
Ele me deu o broche, enquanto sorria, satisfeito.
O silêncio da igreja, e o barulho das massas é algo muito emblemático. Em vários sentidos.

Um comentário:

ruydoulos disse...

“O que me preocupa não é o grito dos maus. É sim o silêncio dos bons.”
Martin Luther King

É lamentável que grande parte da população nem tenha o desejo de tomar ciência destes fatos, o povo de Deus parece esta anestesiado.
É bom saber que existe gente que pense assim.

Eu tenho um amigo que pensa muito semelhante a vc ele tem um blog, na verdade o blog é da igreja dele, da uma olhadinha quando tiver um tempo.

http://igrejareformada.wordpress.com/

Glória somente a Deus.