sexta-feira, 28 de março de 2008

eu vi


A minha juventude me permite fazer algumas tolices, características da idade. Ou não - mas essa é outra questão. Dentre tais ações "menos pensadas" estava a que me deixou empolgado hoje. Preparei-me com ânimo para protestar, diante do palácio dos leões, contra Hugo Chavez, o famoso comunista da Venezuela.
Pela minha ingenuidade acreditei que haveria mais alguém para lutar ao meu lado. Tive a esperança de ver pessoas gritando alto contra um dos maiores expoentes da ideologia socialista-comunista-anticristã.
Mas, como eu disse, era pura tolice de minha parte. Burrice mesmo. Ali eu vi a alienação em cada rosto. As pessoas jogavam rosas para Chavez. Gritavam durante o discurso do governador do Maranhão, batiam palmas, agitavam as bandeiras do Brasil, da Venezuela, do Maranhão, do PT, e do PDT.
Nenhum protesto. Aliás, quase nenhum. Vi uma faixa que dizia "fora ditadores, Jesus está voltando". Fui conversar com o rapaz que a segurava sozinho. Era um jovem da Igreja Assembléia de Deus, que mais protestava contra a idéia da televisão digital do que contra o sistema de pensamento ali apresentado.
Fiquei triste. Indignado. As vozes proclamavam a união entre o Brasil e a Venezuela, tendo "um só coração". O governador do Maranhão apresentou Hugo Chavez como aquele que tem "combatido o bom combate" - tal qual o apóstolo Paulo. Ao meu redor estava uma expressão de satisfação sem igual.
Chavez conseguiu falar em meio aos gritos. Aliás, falou muito. Declarou a união com Lula, e com Cuba. Reafirmou a idéia da união latino-americana para lutar contra o "imperialismo". Fez o discurso que devia fazer, e certamente ganhou ainda mais o respeito daqueles que ali estavam.
Quem estava lá? O MST, universitários, a imprensa (conversei pessoalmente com pessoas da folha de São Paulo, Jornal da Tarde, Atos e Fatos, ...). Mas não havia ninguém para protestar.
Eu pensei em gritar alguma coisa. Acovardei-me. Sozinho no meio da torcida contrária é imprudente fazer qualquer manifestação verbal mais exaltada. Então decidi ficar calado e apenas observar aquele triste cenário.
Digo triste porque reflete a realidade da alienação. A falta de informação sobre o socialismo e o comunismo gera esse tipo de apoio. Enquanto a população dos países que seguem este regime sofre, os seus líderes recebem elogios de países estrangeiros. Enquanto cristãos são perseguidos nos países comunistas, a igreja em nosso contexto fica calada.
Se temos um compromisso com a Palavra de Deus, isso envolve a denúncia do erro para que a solução seja apresentada. Portanto, não é justificativa alegar a "separação entre igreja e estado" para ficar calado diante do crescimento deste pensamento revolucionário.
Se ainda há dúvida, que o leitor faça o teste. Dedique-se a estudar o assunto. Leia Marx, Engels, Lucaks, Foucault, Gramsci, e compare com As Escrituras, bem como a obra de Eric Voegelin, Ludwig Von Mises, Hayek, e Olavo de Carvalho. Analise os pressupostos do pensamento revolucionário de esquerda e perceba os contrastes com o pensamento bíblico.
Aos que não crêem na Bíblia, confrontem os pensamentos dos autores citados e chequem os resultados práticos da aplicação destas idéias. Vejam a Rússia, China, Cuba, Camboja, Romênia, e os países já afligidos pelo comunismo. Vejam a ditadura sendo instaurada, e a exploração do povo. Observem o tratamento desumano.
Alguém tem dúvidas disso? Leiam o livro de Richard Wurmbrand - torturado por amor a Cristo (disponível online), bem como muitos livros daqueles que padeceram sob este regime.
A triste cena que eu vi durante esta tarde é algo que quero esquecer. Não por emocionalismo barato, mas pelo desejo de ver uma realidade diferente.

15 comentários:

Ruben Mukamatrix disse...

Pois é allen. Nem sempre a tv mostra a realidade. Chavez é igual a qualquer outro presidente, sempre está querendo ver o seu próprio umbigo. Você deve lembrar, que ele assim como Jack são socialistas. As rosas lembram o simbolo do socialismo internacinal. Assim como Bush, Chavez é um ditador. Para nosso estado o importante é que ele vai investir muito por aqui. Sistemas políticos passam. Nós ficamos!

Joyce disse...

Triste isso né?! Na verdade lamentável...
Falta muito mais do que discernimento para nós cristãos, falta iniciativa e coragem para encarar de frente àquilo que vai de encontro aos nossos princípios.
Um abraço.

Pablo Ramada disse...

Já deu o que falar lá no blog

ZEPOVO disse...

Desculpe a "invasão", mas fui atraido aqui pelo Pablo ( escritos...)

Para apoiar seu ponto de vista, vc sugere entre outras coisas a leitura das obras de:
Marx, Engels, Lucaks, Foucault, Gramsci, Eric Voegelin, Ludwig Von Mises, Hayek e Olavo Carvalho.

Se vc leu as obras sugeridas, estudou a Biblia e ainda analisou as comparações possíveis, a idade que aparece em seu perfil está errada.
Mas supondo que assim fez, acho que não deve saber mais do fala, porque depois de tudo isto o cidadão dificilmente é capaz de ter um conceito isento sobre qualquer assunto.

Chavez não é comunista, é socialista, o que dispensa o uso do termo democrático que já está intrínseco. O socialismo permite liberdade religiosa.
E pare para pensar, vc acredita que no meio de todo aquele povo vc era o único com o pensamento certo? O abençoado com a sabedoria?
Pode falar com autoridade sobre relegião, mas com política muito cuidado, articular os dois assuntos juntos pode resultar em desgaste para vc.

não me quera mal...

ZEPOVO disse...

Desculpe a "invasão", mas fui atraido aqui pelo Pablo ( escritos...)

Para apoiar seu ponto de vista, vc sugere entre outras coisas a leitura das obras de:
Marx, Engels, Lucaks, Foucault, Gramsci, Eric Voegelin, Ludwig Von Mises, Hayek e Olavo Carvalho.

Se vc leu as obras sugeridas, estudou a Biblia e ainda analisou as comparações possíveis, a idade que aparece em seu perfil está errada.
Mas supondo que assim fez, acho que não deve saber mais do fala, porque depois de tudo isto o cidadão dificilmente é capaz de ter um conceito isento sobre qualquer assunto.

Chavez não é comunista, é socialista, o que dispensa o uso do termo democrático que já está intrínseco. O socialismo permite liberdade religiosa.
E pare para pensar, vc acredita que no meio de todo aquele povo vc era o único com o pensamento certo? O abençoado com a sabedoria?
Pode falar com autoridade sobre relegião, mas com política muito cuidado, articular os dois assuntos juntos pode resultar em desgaste para vc.

não me quera mal...

Allen Porto disse...

Quantos comentários!
Algumas respostas breves:
Mukamatrix: "Nem sempre a tv mostra a realidade" é um interessante eufemismo, mas é verdade. Celebrar o socialismo internacional (ou nacional, tanto faz), é celebrar um passado (e um presente para muitas pessoas) de sofrimento e exploração humana. Com rosas ou sem elas.
Ele vai investir muito por aqui? A que custo? Ao preço do estabelecimento de um sistema político que roubará a nossa liberdade?
Não há vantagem nisto...
abraço
:) SDG

Allen Porto disse...

Oi Joyce,
triste mesmo. Mas sabe o que é mais triste? Tem muito crente achando que o cristianismo tem um "q" de socialismo, por causa do discurso de igualdade social, sem perceber o quão antagônicas são estas correntes.
Deus nos ajude...
bj
:) SDG

Allen Porto disse...

Pablo,
Você conhece a Venezuela, e conhece o quanto um missionário pode sofrer em regimes como o citado.
Obrigado pelo apoio.
abraço
:) SDG

Allen Porto disse...

ZEPOVO,
não se preocupe, não vou querer você mal.

Eu poderia responder de várias formas, a vários pontos do seu comentário, mas para fazer isso, quero primeiro entender bem você.

Defina esse "conceito isento" que você falou que eu não tenho. Você tem? Como eu posso obtê-lo?

abraço
:) SDG

ruydoulos disse...

Parabéns meu irmão pela bela postagem , não entendo muito de política, mas estou tentando entender, pra mim o pecado é o que mais impede o homem de ser um político justo. Tenho entendido que socialismo e comunismo são formas de governo que devemos evitar pois as mesmas se posicionam contra a igreja de Jesus.

Forte abraço

ZEPOVO disse...

Olha, sem maldade não vou comentar mais aqui porque sei que meus comentários podem não ser adquados para este Blog, e respeito quando assunto é religião.
Eu sou simples, quando falei em "conceito isento" estava me referindo a quem estuda tantas escolas de pensamento, analisa tantos autores, que no final é incapaz de ter uma opinião original de algum assunto.
O socialismo ao qual me refiro, não é o da literatura clássica, sempre de mãos dadas com o comunismo.
Eu acho que o maior pregador do socialismo foi Jesus Cristo, percebem?

O PENSADOR disse...

Caríssimo amigo,
excelente post, como o de costume, não pude deixar de fazer uma analogia da situação que você descreveu quanto a alienação política evidenciada no país por ocasião da presença de Chavez com a realidade que o cristianismo vive em nossos dias.

Entendo muito bem o que é estar no meio de uma multidão que rema na direção completamente contrário a tudo quanto cremos ser fiel, correto, íntegro, leal e verdadeiro para seguir um caminho, uma linha de pensamento e uma lógia das mais ilógicas possíveis.

Infelizmente, vejo a mesma situação em diversos cultos, pregações e aulas de seminários. Uma massa amorfa controlada e domesticada, a bel prazer de seu locutor...

Tristeza e vergonha, por pouco fazer e por vezes deixar-me esmorecer nesta guerra que travamos diariamente para defender a veracidade dos textos bíblicos e sua correta interpretação.

seu texto me lembrou exatamente destes problemas...

Obrigado...

Anônimo disse...

Allen,
É lamentável que, em nome de política ou $, os valores sejam jogados na lata do lixo!
Mais lamentável ainda é ver péssimos líderes sendo elevados diante do povo. Mas esta é, de qualquer forma, a recompensa deles!!!
Ainda assim, compartilhar o microfone com alguém tão maquiavélico e obtuso seria, para mim, motivo de vergonha!
Imagine a minha decepção ao ver, pela web, que esse... veio aqui, e com honras!
Quanto ao nosso Maranhão, navega, com dificuldades, ora no mar de lama, ora no mar da incerteza, mas, certamente, no mar da aflição e do desespero, e sem qualquer rumo...
E a Igreja? Cabe à Igreja denunciar o erro, não só através de iniciativas pessoais, mas também como instituição!
Algum palpite acerca de quantos "irmãos" havia ali?
Estou aberto a sugestões!
Em Cristo,
Carlos.

Ruben Mukamatrix disse...

Pois é Allen, eles tem dinheiro. Nós não. Bush tem dinheiro. Nós não. Muita gente nem quer saber da onde vem a grana, contanto que venha. Com certeza pelo que conheço de Dr. Jackson, interferência na nossa política? Tá muito difícil. Postei uma poesia no meu blog sobre isso. http://mukamatrix-cd.blogspot.com/2008/03/todo-mundo-quer-um-ismo-pra-chamar-de.html

Allen Porto disse...

Oi Ruy,

obrigado pelo comentário, e fique firme. Veja que tanto o socialismo quanto o comunismo (que caminham juntos, diferente do que o ZEPOVO queria mostrar) possuem uma base materialista, e que considera a religião como instrumento de alienação e dominação. Tais sistemas não podem promover o bem da sociedade, pois negam a realidade espiritual fundamental.

Oi ZEPOVO,
Você tem liberdade para comentar aqui quando quiser.
O que você disse é, na melhor das hipóteses, uma grande ingenuidade. Você quer utilizar um termo que já tem uma carga simbólica muito forte, e dar um novo significado a ele, como se fosse a coisa mais natural do mundo. Você acha que você é que está certo por desvincular o socialismo da História? E um conceito original sobre o assunto não seria o mais interessante, já que há uma forte tradição de pensamento neste sentido, que contemplou possibilidades que eu sozinho não conseguiria. Você se engana se pensa que o seu pensamento está desvinculado de pressupostos ensinados por outras pessoas.

Olá Pensador,

que bom vê-lo novamente!
Você está certíssimo, devemos ter vergonha por permitirmos esse pensamento em nossas igrejas... Deus nos ajude.

Olá Carlos,

é uma honra ter um comentário seu em meu blog. Não sei exatamente quantos irmãos estavam ali, mas não é difícil que alguns estivessem.
Obrigado por fazer parte da Igreja ativa, na transformação integral da sociedade.

Olá Mukamatrix,

Você desvia o foco da discussão para o dinheiro. Não faça isto. O dinheiro não é o centro da questão, mas os valores bíblicos. Para um cristão, é importante como o dinheiro veio.
Li o seu poema, e novamente acredito que você desviou a questão central do assunto, tratando apenas da nomenclatura. Não me importa se o nome é socialismo, comunismo, ou qualquer "ismo". Importa, sim, que este sistema é anti-cristão, e não pode ser apoiado por aqueles que servem a Deus. Não sob a perspectiva bíblica.

abraço a todos.
:) SDG